Comunicação no Brasil é mesmo uma Zorra Total

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

Zorra, substantivo feminino que significa barulho, ruído, confusão. Diz-se de qualquer organização malfeita, preferencialmente. Esta casa está uma zorra, a festa foi uma zorra, este departamento é uma zorra, diz-se de uma residência mal-arrumada, de uma festa barulhenta e incômoda ou de um setor de trabalho mal-organizado.

Não há melhor definição para o que é – ou como está – a comunicação no Brasil. Sobretudo no que diz respeito a concessões públicas de rádio e tevê, de propriedade de todos nós e que, portanto, não podem ser usadas para atender a grupos políticos, ainda que possam ser exploradas comercialmente.

Não se pode questionar, nem em pensamento, a premissa imperativa de que criações artísticas e culturais – e, em princípio, por pior que seja, toda criação de entretenimento assim deve ser considerada –, desde que não atentem contra ditames legais elementares relativos a direitos e garantias individuais e coletivos, sejam totalmente livres de censura.

Já o humor político, este é tão antigo quanto a civilização. O processo civilizatório da humanidade, porém, fez com que seja considerado imperativo, quando se faz humor com políticos usando meios que pertencem a cidadãos de todas as colorações políticas e ideológicas, que nenhuma dessas correntes seja poupada.

Não haveria mal em um programa humorístico com um quadro fazendo piada sobre o ex-presidente Lula se os autores do programa tomassem o cuidado de fazer o mesmo com José Serra, por exemplo, de forma a não usarem uma concessão pública para ridicularizar um político e poupar seus adversários, beneficiando-os por tabela.

A Globo, porém, não esconde a usurpação que fez de um meio público de comunicação, transformando-o em arma de luta política de partidos com os quais mantém uma aliança tácita, segundo sugerem fatos como o uso de programas humorísticos com viés partidário, atacando os adversários daqueles partidos.

Com o falecimento do humorístico global Casseta & Planeta por conta da audiência cadente, o que ocorreu devido a que o público daquele programa, mais intelectualizado, percebera que havia se transformado em arma política, restou na Globo só o Zorra Total, ganhador hors-concours de todos os “prêmios” de pior programa humorístico da TV brasileira e afeito a um público mais ingênuo, politicamente.

Zorra Total. Que nome poderia definir melhor o estado da comunicação no Brasil? Uma comunicação em que as concessões públicas foram privatizadas por partidos como o PSDB e o DEM através de acordos obscuros com a família Marinho, controladora do império global.

O público jamais verá, em um programa humorístico da Globo, um sósia de José Serra tentando, sem sucesso, eleger-se síndico de prédio, ou com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso passeando com aliados, tais como o candidato tucano a presidente no ano passado, vestindo uma burca ou com uma caixa de papelão cobrindo a cabeça.

O humor político da Globo tem uma  direção só. Portanto, uma direção burra como a que o leitor verá na transcrição de quadro do programa Zorra Total do último sábado à noite, logo abaixo. Um produto de roteiristas que enxergam seu público como dotado de quatro patas e sem nenhum neurônio.

Nesse quadro, o ex-presidente, de pijamas, conversa com a esposa.

—–

“Dona Marisa faz ginástica, mas Lula só pensa em uma vaguinha no time de Dilma”

Lula – Ô, Amorzinho… Marisa, me ajuda aqui, meu amor – vem aqui. Olha só, to quase acabando, pa encerrá (sic) – lê palavras cruzadas que estava fazendo. – Ex-chefe de nação, barbudo e atualmente aposentado, com quatro letras… Já sei, companheira, tá na mão de Deus! Como é que se escreve Fidel?

Marisa – Luiz Inácio – diz, impaciente –, que Fidel o quê! Fidel tem cinco letras! Esse ex-chefe de nação, barbudo e aposentado, é você. Ele, uh, ele, aaah, Lulaaa! Quatro letraaas!

Lula – Eu? Que que é isso (sic), companheira?! Não to aposentado de maneira nenhuma. Nunca houve na história desse (sic) país um ex-presidente tão ativo como eu. Não quero mais fazer palavra cruzada – acesso de raiva, atirando a revista sobre a mesa – Eu vou procurar outra coisa pra fazer.

Marisa – Você não quer malhar um pouquinho, não, hein? – apontando a esteira de corrida.

Lula – Malhar é coisa da oposição. Passaram oito anos me malhando. Tudo invejoso! Ora…

Marisa – Desapega, Luiz Inácio. Eu to falando de exercícios físicos. É bom você entrar em forma, hein. Senão, nem no time da esquina vão te deixar jogar.

Lula – Companheira, e eu sou homem de jogar em time da esquina? Eu to interessado numa vaguinha do time da companheira Dilma, isso sim. Aliás, aproveita a oportunidade, vai lá, liga pra ela e pergunta se eu já to escalado.

Marisa – Não adianta nada ligar pra ela. O time dela já tá completo…

Lula – Não tem problema, companheira – diz, desconsolado. – Eu posso até ficar fora do time, mas eu vou ser o juiz do jogo, a autoridade máxima.

Marisa – Que “autoridade máxima”, o quê! Desapega, Luiz Inácio, você não apita mais nada.

Lula – Pára com isso… Marisa, esse aparelho aí, é o que? – pergunta, examinando a esteira de exercícios.

Marisa – Isso aqui é uma esteira ergométrica, entendeu. Você anda, anda, anda e não sai do lugar.

Lula – Esse exercício eu já fiz muito. Fiquei marcando passo durante oito anos… Marisa, pra que que serve (sic) esse botãozinho aqui, ó?

Marisa – Isso aqui é pra regular a inclinação da esteira, entendeu. Olha só: assim, dá a impressão que você tá subindo uma rampa…

Lula – Subindo a rampa? Marisa, pelo amor de Deus, deixa eu treinar aqui assim – com um pulinho lépido, sobe na esteira. – Ó!, to subindo a rampa, Marisa. Ai que saudade que eu tenho!

Marisa – Desapega, Luiz Inácio! Esse negócio de subir rampa não é mais pra você… Olha só: por que você não pega um pesinho e faz uma musculação, hein?

Lula – Fazer uma musculação – flexiona o braço direito com o peso em punho. – Não, deixa quieto. Deixa isso aqui quieto, Marisa. Você sabe que pegar no pesado não é comigo. Eu já sei o que eu vou fazer: eu vou dar uma corridinha pela praça. Fazer uns Cooper (sic), he, he.

Marisa – Ah, sei… Essa corrida, você vai se preparar pra corrida que vai ter daqui a quatro anos – diz enquanto “Lula” abre a porta da rua. – Você volta pro jantar, Luiz Inácio?

Lula – Volto. Essa corrida vai ser longa, mas eu volto. Depois que acostuma, a gente sempre quer voltar – olhando para a câmera com um sorriso maroto.

—–

Se quiser assistir a essa indignidade por sua conta e risco, clique aqui

Tags: , , , , , , , ,

119 Comentário

  1. Ao utilizar o poderoso “controle remoto” estava passando o quadro acima, fiquei fura da vida , e sintonizei em
    outro canal. Ainda bem que existe controle remoto contra baixaria do PIG. É por essas e outras que cada vez mais estamos eleminando a globo.

    • márcia, o pior é que não adianta mudar de canal. o melhor é não ter tevê. foi o que fizemos aqui em casa há 4 anos… e não estamos sentindo a menor falta. com internet nos informamos sobre aquilo que realmente interessa e ainda nos divertimos mais ouvindo música, cozinhando, lendo ou até mesmo ficar sem fazer nada… tevê em casa paraliza a vida.
      ainda mais sábado a noite. abraços.

    • Que vontade de ver Lula assim! A oposição anda sonhando com isso. Aliás sonhava. Hoje tem pesadelos!

  2. Fico mais tranquilo toda vez que ouço alguém dizer, um tanto envergonhado, que o Brasil “não é um país sério”. Ainda bem: moramos num país risonho. Pelo menos no que depender da maioria que gosta de Lula,carnaval, samba, futebol. Porque os que admiram a múmia (mais pelas idéias de colono dos EEUU que pela idade provecta, e velhice pra mim, com 70 anos, decorre do tempo, não de falhas) FHC querem é aparecer para os (quantos?) admiradores tão … vaidosamente competentes (?!) quanto ele. O povo não frequenta academias nem institutos milênios. Ele analisava a globo nas ruas quando dizia “o povo não é bobo/ ABAIXO a redeglobo”.
    Uma figura interessante de interação com o povão, a Regina Casé, fez um espetáculo carinhoso com o Lula que só fui ver pela internet. O negócio é esse mesmo, como faz a redebobo, malhar o que não gostamos e apreciar o que nos agrada. Agora entendo o que ouço por aqui no Ceará: “Vixe, vai começar Zorra Total. Mudaí ”
    A parte mais delicada é que a globo é concessão pública. Só que estamos nos estertores (espero!) de uma situação de colônia do 1° mundo (quidiabéissu?) que se assume como país com CARACTER[ISTICAS PRÓPRIAS. Tão antipovo como a globo é o judiciário, desonestamente conservador, e o legislativo cheio de classe… dominante. E as mega empreiteiras corruptas/ corruptoras. A eleição do Lula, depois do fracasso dos eleitos globais o caçador da arca perdida e a múmia euro-americana, já mostrou que a maioria resolveu que a cara do país podia ser operário-nordestina. O repeteco do Lula e a eleição da Dilma, mostrou que tanto fora como dentro do Brasil… gostamos de ser como somos. Na MAIORIA.

  3. Falem mal mas falem de mim
    É um tiro pela culatra e enquanto isto ele está em evidência
    Oscar Wilde da primeira frase, precursor de Mcluhan, já sabia que o meio é a mensagem…
    A atual oposição não serve nem para caricatura (infelizmente)…é o esquecimento mesmo. Acho que estes programas dizem mais sobre a falta de criatividade dos autores(q são a atual oposição) do que prejudicam a memória do governo passado

    • Endosso o você disse, Alexandre.
      A atual oposição não serve nem para caricatura. Não vende nada.

  4. Olha, apesar da sua crítica correta, EDU, acho que eles pegaram até leve… E para falar a verdade, se o LULA não voltar em 2014, ele volta em 2018. Nâo dá outra. Todo mundo sabe disso… Mas sabe o que é isso??? È o MÊDO indisfarçável que o PIG tem do LULA. Por isso já estão querendo desqualificar o LULA e seu governo desde já. Mas eles são previsíveis e dispensáveis que o povo nem liga mais para as bobagens do PIG. O PIG ‘tá parecendo a “Laurinha” de uma novelinha da gloebbels. Isso aí é “coisa de Laurinha”…

    “O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBo – O que passa na gLoBO é um braZil para TOLOS”

  5. Seu post é incontestável, Edu. Contrato de concessão pública deveria prever a obrigatoriedade, no humor político, de a emissora “contemplar” todos os “notáveis”. Sob pena de cassação, lógico, se a programação for partidarizada.
    Essa insistência anti-Lula só favorece a popularidade do nosso fantástico superpresidente. Critica mais, Zorra!
    O único quadro que valia a pena nessa mediocridade total era o Patrik, do “Olha a faca!” E nada tinha de político.

  6. Os órgão públicos devem agir, o mais rápido possível; Os Ministérios das Comunicações, da Justiça, da Cultura e do Meio Ambiente
    Também os municipais; Alô COMLURB !!

  7. Não conheço ninguém, mas ninguém mesmo, que não mude de canal quando começa esse programinha imbecil.

  8. Jamais correrei o risco de assitir essa imundicie, na minha casa essa porcaria de globo não entra a mais de 5 anos e meio desde abril de 2005 não sei o que é esse PIG e estou muito bem obrigada. Fora globo

  9. Esta zorra total também terar fim, por falta de audiência.

  10. Eduardo, por favor me poupe de ler a transcrição do Zorra Total, é muito para o meu estômago!

  11. Tirando a política, Zorra total chegou a ser pior que o Casseta & Planeta…. totalmente sem graça…. Programas bons de humor, a Globo já teve com Chico Anísio e Jô Soares, apesar de Chico ser anti-Lula e Jô se fazer de imparcial. Mas tenho que admitir que eles são engraçados. Mas este Zorra…. nem se fala…

  12. As pesoas tem muita dificuldade de entender quando se critica o mal uso de uma concessão e tendem a achar que é apologia da censura
    Vou dar um exemplo que pode esclarecer essa questão de concessão,
    Os pedágios privados são uma concessão. A empresa pode administrar como quer? Em termos
    Imagina se resolvem cobrar um preço de carros cinzas e outro de carros pretos. É ou não motivo para se caçar a concessão?
    O exemplo é bizarro, mas no fundo é mais ou menos o que faz a Globo. Dois pesos e duas medidas, trata o PSDB de um jeito e o PT de outro

  13. Prezado Eduardo
    Ninguem atira pedra em cachorro morto. Na verdade os corvos do PIG continuam com medo do Lulâo.

  14. Conhecemos a manipulação dos fatos, para confundir o destino natural da brasilidade, a riqueza comprometida com toda a America Latina. São como as sombras de infelicidade do mito da caverna – e os “sujos” se previnem a cada instante dos efeitos que cremos possam retardar a rápida diminuição a desigualdade de renda das famílias, proposta prioritária de Dilma.E então reagimos e interagimos.

    A segunda prioridade a mais duradoura, é a educação, a ferramenta definitiva para a compreensão da manipulação imposta pelo PIG.

    Diferente da imprensa privada, a desconstrução da cidadania, objetivo permanente do PIG, através de uma concessão publica é inaceitável, devido ser mais impactantes os sentidos manipulados; audição e visão (caso do programa humorístico)

    O PIG, como as sobras daquele mito, o poder nefasto sobre as consciências, impedindo a alegria do “eu sou cidadão” ou incentivo ao “complexo de viralatas”, teimam em usar as concessões como extensão natural da imprensa. O jornal o radio e TV Globo.

    Noam Chomsky elaborou a explicação da manipulação planetária dos meios de comunicação http://www.rodrigovianna.com.br/outras-palavras/noam-chomsky-10-estrategias-de-manipulacao-midiatica-2.html

    Stephan Kanitz explica em http://www.kanitz.com/impublicaveis/jornalismo_do_deboche.asp que apesar do programa ser de humor negro;
    “Se você adora o jornalismo do deboche, porque ele é engraçado, lembre-se que você está rindo de si mesmo, e embora autocrítica e umas risadas sejam sadias, limitar-se a isto é dar um tiro no pé. O Brasil está diariamente dando tiros no pé, e achando graça.”

    Em Gonzum do Miguel do Rosário temos essa síntese da manipulação recente do PIG sobre a esquerda no poder. “Aprenda a manipular” http://gonzum.com/?p=1990 . De lá este; “Estratégia em andamento: inviabilizar o Imbatível em 2014 (o Inominável). Depois cuidaremos da sua cria.”

    Enfim Edu seu post aborda um programa humorístico da TV Globo um dos tentáculos do PIG como se pode compreender se acessarmos o

    Curso Básico de jornalismo manipulativo” http://cbjm.files.wordpress.com/2010/11/curso-bc3a1sico-de-jornalismo-manipulativo-terceira-edic3a7c3a3o-atualizada.pdf

    Isso tudo torna os blogs “sujos” cidadelas para clarear o embate que se trava. É a sentença recente do Assange do Wikileaks que diz ser a manipulação mais perigosa do que o Serra/PSDB/Millennium. A dona Judith da ANJ que o diga. Veja em http://www.viomundo.com.br/entrevistas/julian-assange-a-manipulacao-de-informacoes-pela-midia-e-mais-perigosa-a-democracia-do-que-a-feita-por-governos.html

    E como Lula é a antítese de tudo isso………venceremos como recentemente na campanha eleitoral. Espero que Dilma se informe sobre como a Christina implementou a “Ley de los medios”

  15. CANALHAS, BILTRES, SAFADOS, VERMES, MISERÁVEIS, ESSA CORJA OLIGÁRQUICA DESPREZÍVEL DEVERIA LAVAR A BOCA COM SABÃO AO OUSAR PRONUNCIAR O NOME DO MAIOR PRESIDENTE DA HISTÓRIA DESTE PAÍS. Não podemos permitir que continuem a vilipendiar a imagem de Lula, a tentativa de desmoralizar Lula é não apenas a tentativa de desmoralizar-se um projeto político includente(só isso já a tornaria repugnante, mas é muito mais), é também a tentativa de desmoralizar-se uma classe social, um tipo de homem a quem a imagem de Lula é identificada : o homem comum, do povo. Embora obviamente Lula seja tudo, menos um homem comum : Só nossas classes médias e altas; que são de uma ignorância e de uma mediocridade mental espantosas; poderiam acreditar que um homem, que não fôsse extraordinário; poderia não apenas chegar onde Lula chegou, mas ter a série de êxitos que ele teve ao longo de sua vida, tanto em tornar-se o líder máximo do maior partido de esquerda da América Latina, formado por uma miríade de intelectuais(ou os retardados de nossa “elite” acham que os intelectuais deixaram Lula liderá-los por serem “bonzinhos”?); como em tornar-se o LÍDER MÁXIMO DO MUNDO(ELEITO PELA TIME O HOMEM DO ANO, EM 2009. SERÁ QUE AS BESTAS DE NOSSA ‘ELITE” TAMBÉM ACHAM QUE A TIME É “BOAZINHA”?). Só esses animais não aceitam enxergar QUE LULA É UM HOMEM DE UMA CULTURA E UM CONHECIMENTO FANTÁSTICOS, ADQUIRIDOS ATRAVÉS DO AUTODIDATISMO, O MESMO CAMINHO DE ERUDIÇÃO PERCORRIDO POR NOMES COMO MACHADO DE ASSIS E JOSÉ SARAMAGO, HOMENS CULTÍSSIMOS, MAS QUE NÃO TINHAM NEM O PRIMÁRIO, SE PROCURÁSSEMOS SEUS TÍTULSO DE INSTRUÇÃO FORMAL.Todavia, como insistem em associar Lula aos homens simples, é a eles que esses salafrários tentam atingir, de forma preconceituosa. Portanto, além de ingresssarem no crime de transformar uma concessão pública(que pertence a todos os brasileiros e é sustentada pelo dinheiro público, também pertencente a todos nós)em arma para a concretização de seus objetivos políticos privados, incorrendo assim no desrespeito à obrigação que têm de garantir que a concessão publica que exploram permita que todo o público(a quem ela pertence)nela se expresse, isto é, que todas as correntes políticas que formam esse público tenham voz, o que obrigaria a existência de sátiras envolvendo também os políticos conservadores, como José Serra e FHC(aliás, uma dupla patética, facilmente satirizável). Pois bem, além de incorrerem nesse crime, os barões da comunicação também incorrem em outro : DIFUSÃO DE DISCRIMINAÇÃO, NO CASO DE LULA, DE DISCRIMINAÇÃO SOCIAL. o que é proibido legalmente contra qualquer um, de direita ou de esquerda. O que os retardados midiáticos de plantão(e alguns de seus papagaios, que poluem este espaço,)achariam se um blog de esquerda publicasse um vídeo humorístico, satirizando FHC por sua aparência mestiça. Aceitariam que a esquerda discriminasse o ícone da extrema-direita poir sua aparência racial? Ou chamariam isso de racismo? Seria discriminação racial sim, deplorável e condenável; como o é discriminação social; igualmente deplorável, condenável e passível de punição legal; a praticada contra Lula. Sem contar as ofensas à sua esposa, quando sabe-se que até os adversários políticos mais ferrenhos mantêm o respeito mais que necessário pelos familiares de seus oponentes. Por essas e outras barbaridades cometida pela ditadura midiática e por seus amestrados de plantão, sugiro neste espaço uma campanha: como forma de forçar a Globo a ser democrática; satirizando todos os lados do espectro político; já que opera uma concessão pública que pertence ao povo e tem obrigação de expressar a pluralidade de opiniões que compõem esse povo; e também para que mantenha essa sátira; seja contra quem for; dentro da civilidade e livre de discriminações hediondas; peço a todos os que lerem este texto que não apenas boicotem o lixo humorístico global, mas façam o mesmo com a emissora da oligarquia Marinho e com todos os produtos que lá anunciarem. Temos que esmagar os facistas pelo bolso, afinal eles já nos esmagam diariamente ao censurar nossas vozes.

  16. quem sabe lendo a gente pode ficar sabendo de alguma coisa que se passa na Globo, pois ve a Glogo só por acidente, quando estou desatento

  17. Desapega pessoal.

    O Tio Lula até que ficou simpático de pijama.

    Agora falando sério, é melhor manter “o cara” no imaginário enquanto ele não parte para o plano traçado.

    Aí vocês vão ver o que é um PIG com raiva.

    TV? Só o que os blogs progressistas me mandam ver . . .

  18. SR. EDU!!!!
    Esse programa é uma verdadeira porcaria.,… mas vamos bater palmas para a globo!!!QUEM NÃO É VISTO ,NÃO É LEMBRADO!!!, então olha só a gafe deles : LULA SENDO LEMBRADO!!!! falem mal ou de bem , mas falem de mim é sinal que existo, é sinal que incomodo srsrsrsrsrsrsrportanto LULA TÁ VIVO E A DORZINHA DO CUTUVELO DELES AINDA TÁ GRANDE SRSRSRSRSRSR….

  19. Caro Edu.

    Eu como espectador admito gostar da brincadeira e diversão que um Reality Show pode trazer para quem gosta de um pouco de “nada” para se distrair. Embora, existam, os que preferem usar o tempo do ócio ocupando-se com assuntos de mais relevancia o que na verdade só tem a ganhar em conteúdo.

    Bom, mas esse é um conceito de preferências e necessidades de cada um e o que quero é colocar na pauta o Reality Show transmitido pela toda poderosa e aqui não faço nenhuma crítica com relação a emissora, mas no que tange o meu direito de espectador, que gosta e curti, a proposta do programa, que mostra o cotidiano e o ser humano nele envolvido, com a dura tarefa de aguentar 3 meses confinandos, com toda a interferência do mega, master, blaster, diretor Boninho.

    Um diretor que passa por cima da real proposta de um Reallity Show para colocar em prática seus caprichos que ha muito tempo vem distorcendo o formato do programa. “Os escolhidos”são gostosas de academia, gostosos de academia, marombados, os falsos corpos femininos siliconados e essa portanto, não é a realidade do comum, da sociedade em sua maioria. Os classe média e os pobres em ascensão jamais poderiam ter os perfis dos escolhidos nesta edição 2011, pois um já viveu algum tempo na Europa, o outro tem casa em Miami, Florida e o outro já pousou nu em revista brasileira e por ai vai.

    Penso que essa oportunidade deveria ser garantida para todos, mas que ao mesmo tempo focasse nas pessoas que nunca teriam a oportunidade de ganhos de prêmio que o programa oferece, no caso, pessoas comuns e do povo.

    Mas esse é o meu ponto de vista, o da emissora com toda certeza não é, o da emissora talvez funcione assim: As pessoas com perfis comuns, com o perfil do povo e do povo, portanto não se enquadram na realidade da elite.
    Para que dar essa grande oportunidade a uma pessoa pobre ou remediada?
    Para que tornar a vida de um pobre comum e ajuda-lo na sua evolução?

    O legal e bacana é dar a oportunidade aos viajados, marombados, sarados e saradas e de preferencia os já resolvidos financeiramente, ao menos para manter uma vida razoavel, assim está perfeito.

    O Big Boninho Brasil é isso.
    O Reality Show fica como uma utopia, para que no futuro se for viavel, aconteça ao mundo do entretenimento.

    O que tem pra hoje é esse programa, que a meu ver, poderia ser bem interessante não fosse o processo exclusivista da emissora na escolha dos candidatos a participar do Reality Show.

    O fato é que esta emissora transforma tudo em uma ZORRA TOTAL.

  20. Já basta o que você transcreveu. Não dá para ver mais nada. Dá nojo e vontade de quebrar o pau na Globo.A globo só toma jeito no que dia em que uma multidão chegar em seus portões para protestar contra essa baixaria. Aí ela cala.Afinal, é uma concessão pública e “propriedade de todos nós” e por isso mesmo temos o direito de mostrar claramente, sem rodeios a nossa indignação.

  21. Na verdade, deveria ser “Lixo Total”.

  22. Errado pensar que Casseta e Planeta tinha publico mais intelectualizado e que por isso perdeu audiencia. Aquele programa nao tinha graça e foi por isso que morreu. O Zorra Total é a mesma droga, um programa absolutamente sem graça, assistido por velhinhos e velhinhas que nao tem programa para a noite de sabado. Voces estao dando ibope a um lixo. Eu ficaria preocupado se tivessem fazendo uma crítica engraçada e inteligente ao Lula. Nao percam tempo com isso.

  23. Eu gostaria muito que alguém pudessem dizer se a Rede Globo tem porta que possamos fazer críticas , principalmente ao programa zorra total que é um lixo !!!

Trackbacks

  1. Tweets that mention Comunicação no Brasil é mesmo uma Zorra Total | Blog da Cidadania -- Topsy.com
  2. Comunicação no Brasil é mesmo uma Zorra Total « Blog do EASON
  3. Sugestão de monografia sobre comunicação | Blog da Cidadania
  4. Propriedade cruzada total é como jaboticaba: só tem no Brasil | Blog da Cidadania

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.