FHC perde de Lula por 3 a 2

Buzz This
Post to Google Buzz
Bookmark this on Delicious
Bookmark this on Digg
Share on FriendFeed
Share on Facebook
Share on LinkedIn

Saiu ontem (sábado) na coluna de Mônica Bergamo, a colunista de fofocas do caderno de (maiores) inutilidades da Folha de São Paulo:

—–

FOLHA DE SÃO PAULO

16 de abril de 2011

Mônica Bergamo

TERCEIRO ROUND

Fernando Henrique Cardoso volta a disparar. Em entrevista ao jornalista Alexandre Machado em seu programa “Começando o Dia”, que estreia na rádio Cultura FM, na segunda, desafia Lula para disputar uma eleição contra ele. Diz que o petista, “lá de Londres, refestelado em sua vocação nova [de palestrante]”, se “dá o direito de gozar” de FHC. “Ele se esquece que eu o derrotei duas vezes. Quem sabe ele queira uma terceira. Eu topo.”

—–

Após cometer a pérola sobre ser necessário que o PSDB desse uma banana para o povão como “estratégia” para chegar ao poder, Fernando Henrique Cardoso mostra um alheamento da realidade que permite inferir que pode estar senil, apesar de não aparentar 79 anos.

Primeiro, porque não é Lula que teria que topar enfrentá-lo em uma nova eleição presidencial. E a questão não é o petista querer ou não, mas o partido do próprio FHC, que trata de escondê-lo a cada eleição desde 2002, aceitar lançá-lo candidato a qualquer coisa.

E você, leitor, se for fã de FHC, não brigue comigo ou com o PSDB, mas com os 76% do eleitorado que repudiam o ex-presidente apesar de todo esforço (diário) que a mídia faz há quase uma década tentando ressuscitar essa múmia política.

Aliás, a senilidade fernandina está em estágio tão adiantado que ele perdeu a capacidade de contar. Ele não venceu Lula, perdeu dele, se formos fazer as contas.

Mesmo tendo vencido as eleições de 1994 e 1998 graças, não a si mesmo, mas ao poder que a mídia tinha de hipnotizar o eleitorado – poder que não pertence mais a ela –, não conseguiu fazer seu sucessor em 2002 – e Lula fez a dele em 2010 – e foi escondido pelo próprio partido nas três eleições presidenciais do século XXI.

Ou seja: são duas vitórias ilegítimas (porque vencidas com ajuda de um “juiz” ladrão, a mídia) contra três vitórias legítimas do adversário, que descobriu como anular a influência dos que (ainda) se pretendem árbitros eleitorais.

Dizem que, ao envelhecer, corremos o risco de nossas mentes retrocederem à infância. O comportamento juvenil (no mau sentido) de um ex-presidente da República cheio de títulos, que transforma a política em disputa colegial, comprova a tese.

Tags: , , , ,

98 Comentário

  1. O que o PSDB precisa é se refundar como partido político, para se manter realmente como uma oposição nacional.

    Primeiramente, precisa de um projeto estratégico de desenvolvimento nacional, de diretrizes e orientações de Estado-Nação apoiadas numa plataforma sólida, não só de críticas, mas de alternativas.

    Precisa combater a despolitização da classe média, com políticas públicas de promoção cultural e educacional, à diversidade de informação, e não transformando-a em fantoche consumista como deu a entender FHC.

    Tem que renovar suas lideranças, adaptar seu discurso à nova realidade sócio-econômica e, principalmente, entender o país.

    Abraços

    • Como refundar ou renovar suas lideranças se um dos “lideres” do Psdb (Aécio) só faz “caca. O Farol bem que faz uma força desgraçada. Mas, é como empurrar sozinho uma carreta carregada morro acima. “Nun” vai mesmo!

    • Caro Gomes: concordo com tudo que você diz que o PSDB precisaria ter. Mas é exatamente tudo que ele não tem! Não tem programa real: não é “social”, nem é “democrata” (as campanhas sujas e o golpismo maculam o partido desde, pelo menos 2002).
      Tiveram a oportunidade de usar o Estado de São Paulo e outros importantes como o Rio Grande do Sul, Minas Gerais e outros, para usar como vitrina, e não o fizeram.
      E são um bando de vaidosos e prepotentes, cada um querendo engolir o outro. Serra é um desagregador e Fernando Henrique prega a unidade – desde que seja em torno dele.
      Acho que o PSDB esgotou seu ciclo histórico (tal como o DEM, ex-PFL, ex-PDS, ex-Arena, ex-UDN…). Teria que começar tudo de novo. Mas teria que surgir outro Franco Montoro, prá começo de conversa.

  2. Ó, CÉUS! Ó, VIDA! Ó, AZAR!

    Guerra e Serra. É uma rima mas não é uma solução

    Do Blog Tijolaço

    O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, aquele que foi classificado por Lula como pessoa “que tem pouca inteligência ou capacidade de decisão” – claro que de forma resumida -, acaba deu uma entrevista (link abaixo) daquelas de dirigente de clube de futebol.

    Disse que Serra “está prestigiado” no partido.

    – O governador Serra não tem nada a ver com o PSD, nunca teve e jamais iria para um partido desse. Não há PSDB sem o Serra e ninguém compreenderia o Serra fora do PSDB.

    Ué, isso é uma advertência a José Serra?

    Porque todo mundo sabe que Guerra é um dos que mais quer ver Serra pelas costas. E vice-versa.

    Mas Guerra entrega a rapadura em outro momento. Confessa que a oposição está mesmo caminhando contra o vento, sem lenço e sem documento.

    – A presidente adotou uma postura republicana, não fala todos os dias, como falava o presidente Lula. Por um bom tempo, Lula alimentava, com sua fala diária e observações nem sempre sensatas, o discurso da oposição. Não é fácil combater quem fala muito pouco como a Dilma. Eu diria que a oposição tem agora um grande desafio. O combate não pode ser o mesmo.

    Lula tinha mesmo razão sobre Sérgio Guerra

    Leia entrevista no Sérgio Guerra, no O Globo

    http://oglobo.globo.com/pais/mat/2011/04/18/sergio-guerra-reclama-de-ataque-especulativo-de-setores-governistas-descarta-ida-de-serra-para-psd-924264782.asp

  3. Com certeza o FHC está “caduco”… Ele surtou, só pode ser. Será que ele não lembra que o PSDB o escondeu na eleição presidencial? Será que ele sabe o motivo? Será que ele chegou a vê alguma pesquisa sobre rejeição? coitado. Ele e a titia de Minas…”tão loucas”.

  4. Um Ultimate político Lula x FHC, seria um combate de resultado sequelante tão previsível quanto poderia ser o de um “emocionante” ringue entre Mike Tyson e Nelson Ned…

  5. Malandro, nunca vi tanto ódio contra a mídia. Esse Eduardo Guimarães deve usar jornal ao invés de papel higiênico para limpar o rabo. Se FHC não foi lá essas coisas, o PT e o Lula não podem se vangloriar de ter feito melhor.

Trackbacks

  1. FHC surtou? - Blog do Prof Guilherme

Leave a Response

Please note: comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.